770d70f7146d726c64f68bfcc8b711eb
[ editar artigo]

O impacto do coronavírus na exportação de proteínas

O impacto do coronavírus na exportação de proteínas

Após 10 meses aguardando a liberação da carne in natura brasileira nos Estados Unidos, a chegada da pandemia do convid-19 atrasou este processo, pois ainda não há registros oficiais de exportações da carne bovina. 

Com a falta de carne para hambúrgueres e outras iguarias típicas do consumo dos americanos, nota-se o aumento da procura de carne vegetal, que segundo a Analista da Bloomberg Intelligence, é um nicho que tem chances de crescer ainda mais no atual momento. 

A Marfrig Global Foods, uma das maiores companhias de alimentos à base de proteína animal do mundo, também notou volumes maiores de pedidos dos Estados Unidos em seus produtos à base de proteínas vegetais no Uruguai e Argentina.

Entretanto, no Brasil, com as cogitações do governo Donald Trump e governadores em fechar os aeroportos para voos do Brasil por medo diante da aceleração da covid-19, até a carne pré-cozida brasileira, a única conhecida por lá, corre riscos. 

 

Fonte: Money Times.

Coronavírus

Ler matéria completa
Indicados para você