[ editar artigo]

A marca como influenciadora por meio da educação online

A marca como influenciadora por meio da educação online

Se você acredita no papel da marca como influenciadora por meio da educação online, já está um passo à frente dos novos formatos de marketing de vendas.

Para falar sobre o assunto não poderíamos deixar de trazer ao dia de RECONEXÃO do 10º BHB Food, Cynthia Antonaccio, uma grande influenciadora na educação dos nutricionistas, demonstrando como as ferramentas de educação se tornaram novos formatos de entretenimento. 

Como anda a confiança na sua marca? 

A confiança em sua marca é um grande fator de impacto nas compras. Segundo relatório da Edelman Trust Barometer em 2019, 67% dos participantes concordam que uma boa reputação pode fazer o consumidor experimentar o produto, mas, se ele não passar a confiar na empresa, logo ele não irá mais comprá-lo. 

 

Neste sentido, em outro relatório feito pela Earned Brand em 2018, também foi possível verificar que as compras por convicção estão crescendo, ou seja, cada vez mais o consumidor busca por produtos com propósito. 

 

“Assim, se espera que as marcas assumam um papel maior, para ajudar e apoiar a sociedade. Vivemos em um país capitalista, em que as empresas ocupam um papel, uma responsabilidade na sociedade”.


 

 

Cynthia também traz dados em que 3 a cada 4 brasileiros evitam a publicidade. Mas, se o consumidor confiar em sua marca, aumentam-se a chance de ser ouvido.

 

Assim, as  marcas que têm confiança aumentam 28 pontos a chance dos consumidores prestarem atenção ao que ela está anunciando.

 

 

Novas formas de comunicação

“E é por isso mesmo que hoje são novos tempos e novas formas de comunicação”, explica Cynthia.

Atualmente, a comunicação não é apenas para consumidores, mas também para especialistas e formadores de opinião, e podem ser feita por: 

 

  • Vídeos: os quais até 2022 corresponderão a 82% do conteúdo da internet.

 

  • Podcast: o número desse formato de conteúdo dobrou no segundo trimestre de 2020.

 

  • Streaming: cresceu 126% pontos do ibope e já é a segunda maior audiência do país, após a Globo.

 

  • Lives: aumentaram cerca de 4.900% no youtube em 2020. Com esse crescimento exacerbado, teremos que especializar o conteúdo.

    “Sobreviverá quem tiver o melhor e mais especializado conteúdo, que atenda as dores e anseios do consumidor”.

 

  • Mentorias: a busca no Google cresceu 50% em 2020.

Além destes, o mercado de cursos livres têm um aumento muito expressivo durante a pandemia. Assim, o crescimento não está apenas nas ferramentas de entretenimento, mas também em cursos efetivamente educativos.

 

Dados da educação

Dentro do mundo da educação, os cinco nichos mais oportunos são:

 

  • Carreira e negócios

 

  • Saúde e nutrição/emagrecimento

 

  • Educação

 

  • Desenvolvimento pessoal

 

O Brasil ocupa o segundo lugar em educação online, com a educação a distância crescendo 133% em pouco mais de 1 ano, e com mais de 1 milhão de estudantes universitários.

 

Cases com viés educativo

Cynthia, então, traz cases de empresas que já começaram a “se mexer” neste novo formato, confira:

 

  • L’oréal: está oferecendo cursos para cabeleireiros, com 20% de cashback em produtos L’oréal professionnel. Em que, além do conhecimento oferecido, também conseguem oferecer seu produto.

 

  • Makro: o varejo também está se movimentando na profissionalização tanto dos fornecedores quanto dos consumidores. 

  • iFood: a empresa ofereceu cursos de apoio à gestão de restaurantes em tempos de Covid-19.

 

  • Danone Nutricia: case global ensinou mães a trabalhar os 1.000 dias do bebê, período que vai do início da gestação até os 2 anos de idade, janela de muita importância para da criança. 

 

No Brasil, existem algumas sementes desse projeto, no qual a Danone lançou escolinhas de nutrição para os pais em sua plataforma digital, trazendo informações sobre nutrição infantil, conselhos de pediatras e dicas de receitas saudáveis e práticas.

 

  • Desinchá: traz programa online para criar hábitos saudáveis direto com o consumidor, com a participação de nomes relevantes e conteúdos atuais.

 

  • Vitafor: marca de suplementos brasileira que faz um trabalho muito relevante com nutricionistas, ensinando para esses profissionais estratégias de marketing para que possam ampliar o consultório.

 

  • Essential: também traz a ideia do clube dos prescritores, com uma plataforma para auxiliar os nutricionistas no dia-a-dia com cálculos nutricionais.

 

Além dos cases apresentados, a palestrante traz cases e aprendizados de suas marcas como influenciadoras por meio da educação, confira:

 

  • Keywe Lab: um laboratório que abrange temáticas de empreendedorismo para nutricionistas, com lives frequentes, podcasts semanais, e-books, cursos gratuitos, mentorias, eventos, cursos regulares, além de uma comunidade no Telegram. Em um trabalho de 2 anos houve um crescimento de 3.000 para 19.000 nutricionistas.

 

  • Nutrição Comportamental: a partir de um congresso presencial que acontece há 7 anos, Cynthia fundou a empresa Nutrição Comportamental, com o intuito de educar os nutricionistas com conteúdo técnico acerca do comportamento alimentar. Atualmente a NC conta com 95 mil seguidores e 3.000 alunos

 

  • ClubeQ: neste ano a Equilibrium lançou um canal de comunicação das marcas de alimentos e suplementos com as nutricionistas no meio digital através do ClubeQ. O objetivo é gerar valor e criar relações saudáveis entre nutricionistas e marcas. 

 

A iniciativa atua por meio de e-mails semanais e comunicação no Telegram diariamente sobre pesquisas, lançamentos, novidades, descontos e conteúdos práticos. Em 4 meses, houve mais de 1.700 inscritos.

 

Case ClubeQ

Cynthia trouxe um case do ClubeQ em parceria com a marca Verde Campo. Foi feito um E-book de receitas práticas saudáveis, e, com uma única ação, alcançou 150 leads de nutricionistas, número altamente expressivo dado ao pouco investimento necessário. “Novos tempos, novos formatos, e um custo benefício muito maior na esfera digital”

 

 

Portanto, com tantos insights de marcas que já existem no mercado, e com conhecimento que o nutricionista está aberto a ouvir marcas, Cynthia traz um novo projeto da Equilibrium a ser lançado em Janeiro de 2021:

 

  • Academia da nutrição: união entre ciência e atualização para profissionais. Será um canal online e gratuito especializado em trazer ciência, prática clínica e a ciência por trás das marcas, gerando relacionamento com os nutricionistas. 

 

 

O que será oferecido?

Curso técnico e científico apoiado por marcas com speakers líderes de opinião e tutoriais de uso e aplicações de produtos. 

 

E, para o curso ter atratividade, serão planejados webinars, vídeos de aplicações de produtos, podcasts, e-books, infográficos, artigos e e-news.

Áreas priorizadas

Apesar de ser possível flexibilizar, o público priorizado está na saúde da mulher, materno infantil, terceira idade e flexitarianos e vegetarianos.

 

As especialidades propostas são suplementação e fitoterapia, saúde e doenças crônicas, emagrecimento, estilo de vida e comportamento. 

Ficou interessado participar ou entender melhor o projeto? Entre em contato com a Equilibrium através do contato@equilibriumlatam.com ou contato@bhbfood.com

Food Trends

Ler conteúdo completo
Indicados para você