[ editar artigo]

Do ovo ao n.ovo - a nova marca de ovos vegetais do mercado

Do ovo ao n.ovo - a nova marca de ovos vegetais do mercado


Em um talkshow guiado por Cynthia Antonaccio sobre REVOLUÇÃO na 10º edição do BHB Food, Leandro Pinto, presidente dos Ovos Mantiqueira, foi convidado pra contar como a empresa foi do ovo ao n.ovo, sua nova marca de ovos vegetais.

 

Não tem como falar em revolução sem resgatar o passado, e por isso Cynthia pergunta para Leandro sua trajetória empreendedora. Para ele, os desafios dos empreendedores são muitos, mas pontua que não há sucesso sem muito trabalho e foco envolvido.

 

Do ovo ao n.ovo

 

Em seu negócio, Leandro diz que a revolução começou quando percebeu que alimentos os plant based já estavam ocupando um espaço grande no mercado. 

 

De início, conta que se preocupou por seu negócio ser justamente de proteínas animais, mas fez deste problema uma oportunidade, e por fim criaram o n.ovo, uma nova marca de ovos vegetais.

 

Transparência e rastreabilidade

A respeito de rastreabilidade dentro da Mantiqueira, Leandro aponta que, cada vez mais, o consumidor está preocupado não só com aspectos nutricionais, mas também se aquele produto tem respeito ético e ambiental.

 

Para exemplificar, o palestrante comenta sobre um galinheiro feito dentro de uma loja, na zona sul do Rio de Janeiro que traz justamente a ideia da transparência e rastreabilidade. 

 

Leandro acrescenta que no futuro pretende que toda a empresa seja uma granja 4.0, onde os consumidores poderão ver a granja ao vivo onde o produto foi produzido, através de QR code. “É essa transparência que o consumidor está disposto a pagar”.

 

Aspectos Nutricionais do ovo

 

Quando perguntado sobre os aspectos nutricionais do ovo, o palestrante diz que este ponto também é uma estratégia de negócio. Através da alimentação dos animais, a empresa cultiva ovos com diferentes características nutricionais, como caipira, com selênio, com ômega, entre outros. 

 

Tecnologia e Sustentabilidade

 

A respeito da sustentabilidade através de tecnologias, Leandro, primeiramente, comenta que toda a empresa é automatizada, sabendo exatamente a rastreabilidade de seus produtos. 

 

No futuro, o empreendedor tem o desejo de que todas as suas granjas sejam sustentáveis, na qual além da produção de alimentos, pensem na geração de energia, no biogás do esterco das aves, em um abastecimento em redes com caminhões elétricos, entre outras práticas.

 

“Queremos contar uma história que começa desde a produção, com o bem estar animal, a entrega dos ovos, a sustentabilidade… Ser de fato uma empresa do futuro, que seria uma empresa que preza por todos esses pilares”

 

Mercado plant based: ameaça ou coexistência?

 

Para Leandro, embora o mercado de proteínas vegetais esteja em ascensão, o consumo de proteínas animais não vai acabar, e acredita que os dois negócios irão coexistir em equilíbrio. Mas alerta que a produção não será a mesma:

“Futuramente, os consumidores vão respeitar as empresas que têm uma produção ética de proteínas animais”.
 

Por fim, o empreendedor motiva aqueles que desejam empreender. Contando sua trajetória, Leandro aconselha:

“Não queira ser ninguém, queira ser você. Acredite em você, nos seus propósitos, na sua força de trabalho, porque só o trabalho vence”.

 

Não deixe de conferir o evento do 10º BHB Food, estará disponível até 18 de novembro, clique aqui e assista!

Food Trends

Ler conteúdo completo
Indicados para você