[ editar artigo]

Plant based: a bola da vez

Plant based: a bola da vez


Não poderia faltar no dia de REVOLUÇÃO da 10ª edição BHB Food o assunto que está revolucionando o mercado de alimentos, os produtos plant based: a bola da vez. 

 

Para entendermos os desejos e anseios do consumidor, assim como o que é preciso para um bom desenvolvimento de produtos plant based, contamos com o time da companhia ADM, composto por Roberto Ciciliano, President Nutrition LATAM, Alessandra Mattar, Category Marketing Manager LATAM e Tiago Coroa, Technical Services and Development LATAM.

 

A ADM é uma companhia centenária, estruturada em alimentação humana e animal, explica Roberto Ciciliano. A empresa comercializa ingredientes e soluções para quase todas as categorias do mercado de alimentos, e possui mais de 50 polos focados em inovação, pesquisa e desenvolvimento e design de produtos.

 

Como os consumidores se definem em plant-based

Para dizer como o consumidores se definem em relação a alimentação plant based, Alessandra Mattar apresenta ao BHB Food alguns dados de pesquisa inédita feita em parceria com IBOPE com 2.000 internautas.

 

O primeiro dado revelado é que 50% dos brasileiros se definem como flexitarianos, ou seja, reduzem o consumo de carne animal algumas vezes por semana. 

 

A respeito das motivações para se tornar flexitariano, a busca por saúde (49%) é a principal, seguido pela qualidade nutricional desses alimentos (21%). Podemos dizer, então, que uma melhor nutrição é a maior busca dos consumidores nos produtos, enquanto não querem abdicar do prazer e praticidade.

 

Além disso, os maus tratos aos animais fazem parte da decisão de consumo de alguns (9%), mas não é o fator determinante para esse perfil.

 

 

 

Consumo de produtos plant based

Quando analisado o consumo, obteve-se que 55% dos entrevistados já experimentaram produtos feitos a partir de vegetais, e 32% comeriam de novo. Em contrapartida, 45% nunca experimentaram, mas a maioria deste público se interessam em experimentar (42%).

 

Sobre o consumo de sanduíches à base de plantas, 29% já experimentaram e 16% comeriam de novo. Enquanto 70% dos entrevistados nunca experimentaram, mas existe um grande interesse em experimentar (65%).

 

Flexitarianos: conheça as características deste perfil

O que mais marca o perfil dos flexitarianos é o desejo de consumir produtos plant based que sejam semelhantes à versão feita com proteínas animais. E por isso a maior ameaça durante o processo de decisão da escolha é o risco de frustração.

 

Se não é possível apresentar um produto semelhante, os consumidores preferem produtos que não se proponham a imitar, mas que tenham sua própria identidade de sabor, textura e até o nome.

Atributos valorizados em produtos plant based

Segundo a pesquisa, existem atributos essenciais, desejáveis e indiferentes em produtos plant based, são eles:

  • Essenciais: sabor, aparência, rótulo informativo, preço acessível, textura e produto baixo em sódio. 

 

  • Desejáveis: não conter ingredientes artificiais.

 

  • Indiferente: ser livre de glúten.

 

Produtos plant based: principais barreiras

1. Preço alto: o preço é um fator decisivo, mas foi visto que a maioria está disposto a pagar até 20% mais na versão plant based.

 

2. Distribuição escassa: muitas vezes apenas existem opções desses produtos em grandes redes e regiões centrais, sendo um ponto a ser melhorado.

 

3. Industrializado: é um incômodo ser um produto com maior processamento.

 

4. Falta de divulgação: os flexitarianos não estão tão perto do universo plant based quanto os vegetarianos e veganos. Assim, apresentar degustação no ponto de venda pode ser uma estratégia para trazer esse consumidor para perto.

 

5. Produtos sem personalidade: produtos “sem verdade” ou sem diferencial e originalidade.

Desenvolvimento de produtos plant based 

Sobre o processo de desenvolvimento de produtos plant based, Tiago Correia

comenta da dificuldade em entender a formulação, pois o desenvolvimento deste produto é diferente dos convencionais.

Dessa forma, o palestrante chama a atenção para alguns pontos principais na formulação: sabor, cor, questão nutricional, textura, utilização de ingredientes naturais. Para combinar todos esses pontos e desenvolver corretamente o produto é necessário processos e tecnologias fortes.

 

 

Desenvolvimento de produtos plant based: características desejadas

As características desejadas em produtos plant based são: sabor, gosto e textura similar ou superior aos produtos convencionais, naturalidade e qualidade nutricional igual ou superior.

 

Então, podemos resumir em três pontos o que o consumidor busca em produtos plant based, são eles:

 

1. Experiência de consumo seja mais próxima da original.

2. Que o produto seja o mais natural possível.

3. Qualidade nutricional igual ou superior ao produto convencional.

 

Tiago finaliza sua apresentação ressaltando a importância do olhar holístico para fabricação de um produto plant based de qualidade.

 

“Tudo é uma possibilidade para olharmos o produto como um todo, fazer o desenvolvimento olhando não o ingrediente, mas entendendo a combinação entre eles. Mais do que isso, entendendo como ajustar essa combinação de ingredientes ao processo e tecnologias novas que são necessárias ser desenhadas para que se tenha a melhor performance de todo esse sistema.”

Ficou interessado em assistir a palestra completa? Clique aqui para ter acesso ao 10º BHB Food! Corre que é até dia 18 de novembro.

Food Trends

Ler conteúdo completo
Indicados para você