[ editar artigo]

Estudo ‘’O consumidor do amanhã’’ revela a busca dos clientes no varejo

Estudo ‘’O consumidor do amanhã’’ revela a busca dos clientes no varejo

Recentemente foi lançado um estudo da GS&MD, líder e pioneira no desenvolvimento do varejo, revelando o que os consumidores buscarão no varejo daqui para frente. O estudo ‘’o consumidor do amanhã’’,  feito em 17 países com 5.023 pessoas identificou os 10 aspectos mais buscados pelos clientes, entre eles:

1 - 54% buscam interação digital na loja física, como:

- Vitrine virtual e interativa

- Espelho virtual

- Óculos de Realidade Aumentada

- Etiquetas ou embalagens escaneáveis pelo smartphone para acesso a informações sobre os produtos

2 - 50% querem mais serviços e customização, como:

- Lojas com serviços

- Lojas com produtos possíveis de serem personalizados

- Lojas que levam produtos até a casa do cliente para que ele experimente e tenha possibilidade de devolver

3 - 46% buscam lojas autônomas ou inteligentes, com:

- Atendimento digital por meio de inteligência artificial

- Lojas físicas sem presença de caixas ou funcionários

- Lojas com atendentes robôs

- Lojas com atendentes virtuais

4 - 39% gostariam de mais realidade aumentada na compra online

Com o objetivo de auxiliar em sua escolha no e-commerce.Ex: ver o produto no tamanho natural

5 - 38% desejam mais conhecimento e recomendação

Eles citam:

- Atendimentos especializados para tirar dúvida e recomendar produtos

- Lojas que ensinam como usar os produtos e serviços por meio de treinamentos e cursos, por exemplo

6 - 37% buscam mais experiência na loja

- Ambiente interativo nas unidades físicas com demonstrações de produtos, cursos, etc.

- Lojas com conceitos integrados entre on e off line

7 - 32% desejam realizar mais compras nas redes sociais

Consiste em o cliente ter a possibilidade de adquirir produtos, por exemplo, pelo Instagram e  Facebook

8 - 29% já querem mais drones no delivery

Esse grupo de consumidores vê com bons olhos receber seus pedidos de compras feitos no delivery por meio de drones

9 - 28% apontam mais live commerce

Ou seja, esses consumidores querem que as empresas realizem mais vendas de produtos em lives realizadas nas redes sociais, em que influenciadores testam as mercadorias ao vivo, tiram dúvidas, fazem promoções e realizam a venda instantaneamente

10 - 27% citam mais economia compartilhada

Além de roupas e calçados, o alvo aqui também são os eletrodomésticos e eletrônicos. A ideia e usar temporariamente ou alugar em vez de comprar o equipamento

 

 

Fonte: Sa Varejo.

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você