[ editar artigo]

Líbano pode enfrentar escassez de alimentos após explosão

Líbano pode enfrentar escassez de alimentos após explosão

 

Na terça-feira passada (4), ocorreu a explosão na região portuária de Beirute. O ocorrido destruiu o único grande silo de grãos do Líbano, e os planos para construção de outros foram arquivados anos atrás por falta de recursos, disseram a agência de Alimentação e Agricultura da Organização das Nações Unidas (FAO), o diretor do porto de Trípoli e especialista regional em grãos para agência de notícias britânica Reuters.

 

O porto era a principal porta de entrada para importações de alimentos, com capacidade para 120 mil toneladas. Essa destruição fará com que os consumidores precisem depender de depósitos menores e privados para compras de grãos, como o trigo, aumentando, assim, as preocupações sobre escassez de comida. O Líbano tem uma população estimada de 6 milhões de pessoas, e importa quase todo o trigo consumido no país. 


Já existem ações humanitárias enviando ajuda via aérea, como o Brasil, que enviou um avião da força área com toneladas de arroz. Atualmente tem mais libaneses no Brasil do que no próprio Líbano. São 12 milhões de libaneses aqui e 4,5 milhões no Líbano.

 

Fonte: Exame

Foto: Mohamed Azakir/ Reuters

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você