[ editar artigo]

No Brasil, em tempos de Pandemia, como as empresas estão ajudando no combate ao novo Covid-19

No Brasil, em tempos de Pandemia, como as empresas estão ajudando no combate ao novo Covid-19

A pandemia causada pelo novo coronavírus chegou provocando mudanças na rotina das pessoas mundo afora que, a partir de então, são obrigadas a conviver com  o isolamento social. Escolas com aulas suspensas, comércio não essencial de portas fechadas, enfim, as empresas tiveram que, do dia para a noite, se reestruturar e reorganizar o trabalho em esquema home office. 

São tempos difíceis, de muitas reflexões e resignação, e que exigem certo sacrifício de todas as pessoas que, em contrapartida, têm demonstrado preocupação com o próximo e muita solidariedade.Em todo o mundo, esse engajamento provém tanto da sociedade em geral, quanto de empresas que estão empenhadas em campanhas e ações para o auxílio dos vulneráveis e contra a disseminação da COVID-19.

O Brasil não ficou para trás. Por aqui, empresas realizam campanhas “do bem” mesmo diante das incertezas econômicas enfrentadas com a pandemia. Muitas ações estão sendo realizadas por meio, por exemplo, de doações de alimentos, álcool gel e equipamentos de proteção individual e hospitalares. Até mesmo a hospitais de campanha chegaram a ser construídos com essas iniciativas. Todos unidos em uma só causa: o combate ao novo coronavírus.

Gigantes da indústria alimentícia aderiram também a essa “corrente do bem” e rapidamente começaram a se movimentar com ações que demonstram responsabilidade social.

NESTLÉ

 A Nestlé fez uma doação de mais de 500 milhões toneladas de alimentos e bebidas para a população mais vulnerável. Os principais itens oferecidos foram leites, sopas, biscoitos e café. Outras 24 toneladas de alimentos foram doadas a famílias ligadas a cooperativas de reciclagem de São Paulo e cidades ao redor. 

AMBEV

Com a campanha “Juntos à Distância”, a Ambev, por meio de suas marcas e em parceria com empresas de diversas áreas, já realizou ações que somam mais R$ 110 milhões, a saber:

1. Com o objetivo de tornar o ambiente mais seguro para todos durante o combate da COVID-19, utilizou o etanol de suas cervejarias para a produção de 1,2 milhão de unidades de álcool gel em embalagens de 237 ml, distribuídas em hospitais públicos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

2. Em parceria com a Gerdau, Prefeitura de São Paulo e Hospital Albert Einstein trabalhou na ampliação de 100 leitos no Hospital M´Boi Mirim, na cidade de São Paulo, em apenas 36 dias.

3. Utilizando o mesmo material das garrafas de Guaraná Antarctica - a resina PET -, a Ambev irá fabricar mais de 3 milhões de máscaras faceshield, item de extrema importância para os profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus. Elas serão entregues ao Ministério da Saúde.

4. Em parceria com a Nestlé, a cervejaria Stella Artois criou a plataforma #ApoieUmRestaurante, por meio da qual os consumidores poderão comprar, com 50% de desconto , um voucher no valor de R$ 100,00. Os outros 50% ficam por conta das empresas parceiras.

5. Na cidade de Blumenau, por meio da HBSIS – hub de tecnologia da Ambev, apoiou o uso do Doktor. Trata-se de uma ferramenta que permite aos médicos realizar atendimentos online, fazendo a triagem de pessoas com sintomas da COVID-19, ajudando a desafogar o sistema público de saúde.

UNILEVER 

Segundo o presidente da empresa no Brasil, Geraldo Razanski, a Unilever, em parceria com o governo de São Paulo, fez a doação de mais de R$ 1 milhão em produtos de higiene e limpeza às comunidades mais vulneráveis, além de hospitais e lares de idosos. 

 

HEINEKEN

A Heineken se uniu à Unilever para produzir um lote especial de Cif Higienizador + Álcool para higienização de qualquer tipo de superfície. O produto  será distribuído em 210 favelas de São Paulo. 

O item será produzido com a junção do álcool disponibilizado pelas cervejarias Heineken com o agente bactericida da Cif. Ass embalagens são da PQS e Braslapla e os rótulos da CCL. As caixas para transporte serão responsabilidade da Wetrock, A Alemolde fará as tampas. CRX e Sonoco-Tridente se responsabilizaram pela arte do rótulo e a Universal apoiará sua fabricação.

VIGOR

Realizou uma campanha de doação de iogurtes aos profissionais que, dia após dia, diante de todas as dificuldades, estão trabalhando arduamente no Hospital das Clínicas da cidade de São Paulo. As geladeiras foram instaladas em diferentes setores do centro médico e irão beneficiar mais de 4.000 funcionários. Essa foi a forma que a Vigor encontrou de agradecer esses profissionais que estão na linha de frente durante pandemia.

JBS

Com a campanha “Fazer o Bem, Faz Bem”, a JBS, está doando R$ 2 milhões em sabonetes para diferentes regiões do país. O foco da distribuição dos mais de 300 mil kits está nos lares de idosos que se encontram próximos às fábricas, bem como nas comunidades da cidade do Rio de Janeiro e São Paulo.

Em outra iniciativa da empresa, a “Seara te Admira”, o truck da Seara percorreu 40 locais na região metropolitana de São Paulo distribuindo pratos da linha Rotisserie aos profissionais de saúde.

Há ainda que se mencionar a ação em conjunto com a ONG Vida Corrida, organização que há mais de 20 anos leva esporte e educação para crianças e mulheres do Capão Redondo, nela foram doadas 2,5 toneladas de alimentos com proteína animal à comunidade.

COCA-COLA

A Coca-Cola não ficou de fora. Paralisou todas as suas ações de marketing nesse momento tão delicado e fez uma doação de mais de R$ 624 milhões para localidades afetadas pela pandemia. Segundo nota da empresa, o objetivo agora é trabalhar para garantir a segurança e o bem-estar de seus associados e comunidades.

Ainda com o intuito de orientar as pessoas sobre prevenção ao novo coronavírus, a Coca-Cola vai estampar dicas em seus rótulos das garrafas PET de 2L. As novas embalagens já começaram a circular no país.

CACAU SHOW

A Cacau Show e seus franqueados doaram R$ 1,4 milhão de chocolates em hospitais, postos de saúde e hemocentros, além de 300 mil ovos de páscoa para instituições de caridade, escolas e empresas de serviços essenciais.

Não são apenas as grandes empresas, independentemente do segmento, que estão unidas nessa corrente solidária. São muitas as campanhas com o propósito de ajudar quem precisa. Uma delas é a “Compre do Pequeno”, que vem ganhando cada dia mais força. Sem contar os movimentos de bairros, de ONGs com doações de alimentos e produtos de higiene aos mais vulneráveis nesse período. 

CONSUMIDOR

O consumidor tem consciência de que as grandes e pequenas empresas estão vivendo um período de incertezas e que elas precisam se preocupar em como honrar suas contas no período pré e pós-pandemia. No entanto, este mesmo consumidor está de olhos bem abertos para acompanhar quais as atitudes tomadas por cada uma dessas empresas para ajudar a sociedade no combate ao novo coronavírus. 

Atualmente, vemos um consumidor cada dia mais responsável, solidário e ativista. Ele busca informações das empresas e, principalmente em meio a uma pandemia, tende a rejeitar ações que estejam voltadas apenas para vendas. Neste contexto, de nada adianta as companhias investirem somente em promoções de descontos e brindes. Agora é o momento de ir além das questões econômicas. Chegou a hora, mais do que nunca, diante de um período tão difícil para todos, de as empresas mostrarem seu lado humano. 













 

 



 

 




 

   

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você