[ editar artigo]

Produtos indulgentes crescem em média 4,2 pontos percentuais durante a pandemia

Produtos indulgentes crescem em média 4,2 pontos percentuais durante a pandemia

Com o isolamento social e perda de rendimentos para muitos, o brasileiro deixou de fazer muitas coisas: viagens, compras, troca de carro, restaurantes, passeios, deram lugar ao isolamento social. Com isso, o home office e as refeições feitas em casa ganharam espaço para indulgência também. 

comenta Fátima Merlin, CEO da Connet Shopper.

A Horus, empresa de Inteligência de Mercado, fez uma pesquisa para o NewTrade, mostrando que as categorias de consumo indulgente ganharam participação nas compras do consumidor no último trimestre, com aumento de 4,2 pontos percentuais em comparação ao trimestre anterior. 

A pesquisa fez a analise de janeiro a junho de 2020, e as categorias contempladas foram: chocolate, snacks, milho de pipoca, doces, cerveja, refrigerante, sobremesa, balas, gomas e pirulitos, bolos e sorvetes.

De acordo com a pesquisa, o aumento do gasto com produtos indulgentes dos consumidores foi observado no super e no hipermercado.

Os chocolates aparecem em primeiro lugar nos canais pesquisados: atacarejo, pequeno varejo e super e hipermercados. O maior percentual de compras se concentrou no super/hiper, com 11,4%.

 

 “O ganho de participação nas cestas de consumo entre as marcas têm distinção entre os canais de compras”, acrescenta Luiza, mas a Yoki foi a única marca que aparece no TOP 1 em todos os canais de compras. Veja no quadro demais marcas por categoria:

 

 

Fonte: New Trade

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você