[ editar artigo]

Startup curitibana inova e conecta indústria, varejo e repositores

Startup curitibana inova e conecta indústria, varejo e repositores

economia compartilhada já invadiu a vida de muitas pessoas ao redor do mundo. Se você mora em um centro urbano ou fez alguma viagem, nos últimos anos, deve ter desfrutado de serviços como Uber ou Airbnb. A ideia é simples e de potencial muito grande: dividir recursos humanos, físicos ou intelectuais. Com um consumidor
cada vez mais interessado na experiência, e não na acumulação de bens, essa é uma nova oportunidade para o mundo dos negócios em diferentes segmentos.

Foi com essa mentalidade que uma startup curitibana, chamada Anthor, lançou um serviço que une indústriavarejistas e repositores, ao observar rupturas nas gôndolas (falta de produtos nas prateleiras). Em entrevista
dada para a revista Exame, um dos fundadores, dá uma perspectiva de sua empresa: “Nosso negócio é resolver
o problema de reposição de mercadoria nos pontos de venda. É bom para o varejo, para a indústria e para o repositor”.

Normalmente, esse trabalho de reposição é realizado pelas próprias marcas, que têm interesse que seu nome e produtos estejam sempre visíveis e presentes nos pontos de venda. Dessa forma, a empresa possui funcionários
que são responsáveis por ir às lojas e repor produtos nas prateleiras. Contudo, o que acontece é que muitas vezes
há uma perda de tempo muito grande no deslocamento entre um PDV e outro e uma má remuneração para quem faz esse tipo de serviço.

Para iniciar e realizar o serviço através da Anthor, o repositor deve baixar o app, comprar uma camiseta de identificação, passar por um treinamento e pagar uma mensalidade de R$ 1,99. Para cada tarefa realizada, estima-se um ganho de 10 a 60 reais. Ele ainda deve tirar uma foto da prateleira antes e depois, que servirá para alimentar o algoritmo da startup, auxiliando na tomada de decisão e identificação do melhor momento para uma nova visita.

Uma das atuais preocupações, em relação a esses serviços, é a segurança de seus prestadores cadastrados nas plataformas, entretanto a empresa já surgiu com esse problema solucionado, providenciando seguro que cobre
duas horas antes e duas horas depois da realização do serviço, garantindo segurança no trajeto do repositor.

Atualmente a empresa já tem 120 empresas clientes, dentre eles grandes nomes como Coca Cola e Ambev.
Além de 16 mil repositores cadastrados e 900 lojas atendidas, incluindo unidades de grandes redes como o Big.
O aplicativo começou a ser desenvolvido em 2018 e seu serviço está disponível na região sul do Brasil. A empresa se prepara para entrar no mercado de São Paulo em março.

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você