[ editar artigo]

Sua marca está pronta para a era do consumo com propósito?

Sua marca está pronta para a era do consumo com propósito?

O quarto bloco do BHB Food apresentou a importância do diálogo para a construção de relações saudáveis entre pessoas, marcas e a comida. E para dar sequência a essa conversa, Keyvan Macedo, Sustentabilidade de Marcas e Produtos da Natura e Ligia Camargo, Head de Comunicação e Sustentabilidade da Danone colocam como condição entender esse novo formato da era do consumo com propósito.

O tema sustentabilidade tornou-se um termo presente no vocabulário das pessoas, das empresas e principalmente nos estilos de vida. Mesmo com essa presença, as marcas sentem-se desafiadas para verbalizar a sustentabilidade na rotina das empresas.
Keyvan sinaliza que para começar a discutir a sustentabilidade, é primordial montar uma rede interdependente. “As pessoas e as empresas não conseguem alavancar soluções de uma agenda global se não se unirem”.

A pauta da agenda global, a preocupação mútua com o meio ambiente gera uma causa para empresa, logo, isso determina um propósito, assim, as empresas conseguem, por meio do engajamento, alcançar o que o consumidor deseja. “As marcas precisam se posicionar”, porque isso não faz parte apenas de uma ‘viralização’, mas da composição dos compromissos da empresa. Desse modo, ela alcança a credibilidade e a legitimidade do seu produto no setor.
E como ferramenta, as empresas podem utilizar a comunicação, com criatividade, simplicidade e conectividade. A comunicação dessas empresas torna-se ativista, defendendo as causas pertinentes ao seu público e as suas visões e valores.

Keyvan Macedo ainda salienta que a confiança do consumidor é conquistada gradativamente, por meio da autenticidade da comunicação e da construção da trajetória da empresa, onde a “marca pode incorporar uma reflexão”, ultrapassando os objetivos econômicos.

Agregar esse valor a marca também é um dos propósitos da Danone. Ligia Camargo traz a reflexão sobre como nós estamos nos preparando para daqui 20 anos? Qual é o portfólio que as marcas estão criando para atender seu público daqui 2 décadas? A tecnologia possibilita caminhos para a reflexão sobre como as pessoas estão tratando o mundo. E, principalmente, cria processos de identificações
através das ações executadas por grupos e esses grupos se identificam também através das marcas. A construção de portfólio deve atender o estilo de vida das pessoas, e hoje, a sustentabilidade se  enquadra em um estilo de vida.

No caso da Danone, o portfólio da empresa foi baseado na saúde, visando a “revolução alimentar, em que o você come te transforma”. Desse modo, surgiram as preferências do público, que buscavam produtos naturais, simples, com aproximação local e manuseio responsável. Assim, constrói-se um DNA  voltado para a inovação social.

A marca assumiu como meta o “compromisso com o planeta”. Desse modo, a empresa, com quase 100 anos, inovou em políticas sociais ligadas a marca, definiu prioridades para seu consumidor e avançou no campo da sustentabilidade. A construção do propósito das marcas é atrelada a sua imagem e principalmente,
pela forma que ela se comunica com seu público.

Esse conteúdo foi útil para você? Gostaria de entender melhor sobre esse e outros temas pertinentes à alimentação e mercado? Não perca a 10ª edição do BHB (Building Healthier Brands) FOOD, desta vez 99% digital, online e interativo! 

O evento ocorrerá nos dias 19 a 22 de outubro, das 10 da manhã as 12:00 horas. Evento dinâmico e com convidados que fazem diferença no mercado, pesquisa inédita e muita interação com os participantes.

Garanta já sua inscrição para edição 2020 clicando aqui. #VAITERBHB2020

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você