Participe do universo BHB Food!

Faça sua conta e aproveite todos os recursos da nossa comunidade online. É rapidinho... ;)

Você não está logado, faça seu login.

Ainda não é cadastrado? Clique aqui

NOTÍCIAS

Tendências no processo de desenvolvimento de produtos para 2024

Impressão 3D na produção de alimentos e o uso da inteligência artificial no processo de produção são algumas das tendências tecnológicas que estão moldando o processo de desenvolvimento de produtos nas indústrias de alimentos, bebidas e suplementos.

Na indústria de alimentos plant-based, por exemplo, é cada vez mais crescente a utilização da tecnologia de impressão 3D, que possibilita a criação de alimentos com texturas, formas e sabores personalizados.

A partir da impressão 3D, são replicadas texturas das carnes para que os alimentos à base de plantas fiquem mais atrativos. E este segmento também passou a contar com a inteligência artificial para analisar a estrutura molecular dos alimentos tradicionais, na tentativa de reproduzir algumas características usando somente ingredientes vegetais.

Rogerio Barra, diretor executivo da Cronoplus, plataforma para gestão de processos de inovação, desenvolvimento e lançamento de produtos, destaca ainda que nos últimos anos a indústria de alimentos e bebidas tem adotado soluções de PLM (Product Lifecycle Management) para melhorar a gestão dos processos de inovação e desenvolvimento de produtos.

“Usando PLM, as empresas passam a ter plataformas colaborativas e que propiciam oportunidades de automação de tarefas, além de permitirem simulações visando reduções de custo e maior aderência aos requisitos de mercado do produto acabado”, afirma. Além disso, Barra afirma que a PLM garante segurança e qualidade dos dados de produtos, os quais são pré-requisitos para alavancar a inteligência artificial.

Para 2024, o profissional acredita que haverá um uso crescente de plataformas digitais para gestão de projetos e tarefas, projetos exploratórios alavancando inteligência artificial, além de iniciativas visando automação de tarefas repetitivas e maior colaboração online entre equipes.

O que a inteligência artificial deve impactar em 2024?

De acordo com Rogerio Barra, diretor executivo da Cronoplus, em 2024 a inteligência artificial deve impulsionar a inovação, impactando mais algumas áreas, como:

– Geração de conteúdo de marketing;

– Gestão de portfólio de produtos;

– Gestão de projetos;

– Validação de dados relativos a assuntos regulatórios.

“Usando IA generativa, equipes de P&D poderão gerar novas ideias, criar e analisar mais rapidamente versões de design de produtos”, ressalta Barra.

Consumo impulsiona inovações no processo de desenvolvimento de produtos

Em um cenário com consumidores cada vez mais atentos às informações que estão nos rótulos das embalagens e mais adeptos a um estilo de vida saudável, as inovações tecnológicas no processo de desenvolvimento de produtos passou a ser uma realidade ainda mais presente nas indústrias de alimentos, bebidas e suplementos.

Para a Ingredion, que atua no ramo de processamento e refino de alimentos, aditivos e açúcares a base de milho, o mercado de alimentos e bebidas tem provocado uma revolução no paladar dos consumidores. “Com um aumento notável de 33% no lançamento de produtos de edições limitadas, fica evidente que estamos vivendo a era das experiências gastronômicas inovadoras”, ressalta a empresa.

Outra mudança observada, e que tem pautado o mercado, é a disponibilidade do público em saborear experiências, o que impulsiona a busca por atributos como inovação, saudabilidade e sustentabilidade.

Além da redução de açúcares e adição de fibras e proteínas, uma tendência revelada pela pesquisa Innova Market Insights, em 2023, na escolha das bebidas é a preferência por uma experiência sensorial positiva, que combine sabor e textura de maneira única, é um ponto de destaque.

Para cada geração, a importância dada à naturalidade dos ingredientes varia: enquanto para a Geração X e os Baby Boomers a naturalidade é priorizada, para a Geração Z, o sabor é o protagonista”, destaca Ariana Bottura, diretora de marketing da Ingredion para América do Sul.

Na hora da compra, a redução de açúcares se destaca como uma das influências mais significativas, especialmente nas subcategorias de bebidas. A preocupação com a redução de calorias também cresce, principalmente entre as bebidas alcoólicas.

Segundo uma pesquisa exclusiva da Ingredion, realizada em 2022, 76% dos consumidores globais reconhecem a importância de limitar o consumo de açúcares para preservar a saúde.

“Este cenário mostra que, mais do que uma tendência passageira, a busca por produtos mais saudáveis e experiências sensoriais enriquecedoras veio para ficar, impulsionando a indústria a se reinventar e oferecer o melhor aos seus consumidores. É uma jornada emocionante e saborosa, onde a inovação e o paladar caminham de mãos dadas para criar um futuro deliciosamente promissor”, conclui Ariana.

Você também pode gostar disso:

Inteligência Artificial no Setor de Alimentos: Tendências e Casos de Sucesso no BHB Food Festival.

BHB TEAM

BHB TEAM

About Author

O BHB Food compartilha os temas mais atuais e relevantes sobre marketing, saúde e nutrição são apresentados por players renomados e engajados no mercado, disseminando conceitos e ideias inovadoras na construção de marcas saudáveis.

Deixe um comentário

Você pode gostar também

NOTÍCIAS

INTERNACIONAL: EUA e Reino Unido fecham acordo de equivalência para orgânicos

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e do Reino Unido assinaram um novo acordo de equivalência, que permite que
NOTÍCIAS

Seara anuncia a inauguração de uma lanchonete virtual totalmente vegetal

A Seara Alimentos LTDA inaugurou recentemente uma lanchonete virtual 100% vegetal. Em que estão disponíveis 9 opções de sanduíches e