[ editar artigo]

Clean label: um desafio para produtos plant based?

Clean label: um desafio para produtos plant based?

Ao que tudo indica, o clean label ou “rótulo limpo” é uma das principais tendências dessa década. Afinal, é cada vez maior o número de consumidores que buscam produtos livres de aditivos e com poucos ingredientes.

Como resultado, de 2015 a 2020, o número de produtos lançados na América Latina com claim de “sem corantes artificiais” aumentou mais de 50%, segundo dados da Mintel.

Esté é um reflexo da busca por uma alimentação mais natural como sinônimo de nutrição e saúde. E pelos mesmos motivos crescem os adeptos da dieta plant based. No Brasil, já são 29% os que estão reduzindo ou querendo reduzir o consumo de produtos de origem animal, segundo o Good Food Institute.

Esta substituição ocorre pela introdução de alimentos in natura, como os grãos de lentilha, soja, cereais, etc. No entanto, são os produtos alternativos à carne, como hambúrgueres e carne moída, e ao leite, como as bebidas vegetais que está a grande atenção da inovação e investimento do setor de alimentos. 

E é aí que temos um dilema: para que o produto plant based ofereça sabor e textura semelhantes aos de suas versões tradicionais, novos ingredientes e, por vezes, alguns aromas, emulsificantes, e outros aditivos alimentares são introduzidos.

Assim, a grande discussão hoje é: Como será possível unir dois grandes atributos de naturalidade e saúde para o consumidor: o clean label + plant based?

Mas o que o consumidor entende mesmo sobre clean label?O que é clean label?
 

Como muito bem coloca um consumidor: "ninguém chega ao supermercado e procura pela “gôndola de produtos clean label”. No entanto, movimentos fortes nas redes sociais, ecoados por mães influenciadoras digitais, como "Só consuma alimentos que tenham até 5 ingredientes" democratizam este entendimento. E são fortalecidos quando marcas de amplitude  como Heinz e Häagen-Dazs trazem seus ingredientes para a frente. 

 

E se formos fazer o teste dos ingredientes com um produto vegano o N.ovo -  ovo vegano da Mantiqueira, até temos uma quantidade grande de ingredientes, porém com nomes simples como ervilha (amido e proteína), a linhaça dourada e um mix de fermentos.

É aí que entra um conceito similar: o "Clear Label" que traz a tendência da transparência na comunicação de seus ingredientes. 

E nesta linha, marcas têm introduzido nomes mais usuais ao consumidor como cenoura e aipo como conservantes, suco de maçã, tâmara e fibras como dulçor, em substituição aos aditivos com nomes complexos e estranhos que, apesar de autorizados pela legislação, não são mais aceitos por um perfil crescente de consumidores mais informados.  

 

Portanto, é possível sim! 

 

De acordo com empresas como a Heura Foods e a Impossible Foods e com órgãos de comércio internacionais como a Plant Based Food Association (PFBA), é possível unir produtos clean label e plant based ao mesmo tempo.

Uma das possibilidades que pode funcionar para determinadas categorias de alimentos é o WHOLE FOOD INNOVATION - inovação com foco em ingredientes prioritariamente naturais e integrais. 

O desafio está em usar cada vez mais produtos achados na natureza que permitam sabor e experiência similar aos de origem animal, investir nos processos culinários e usar a tecnologia em favor e não contra. 

 

Como assim usar tecnologia para favorecer o clean label + plant based? 

 

Foi exatamente isso que tem feito o pessoal da Not.Co com o algorítimo Giuseppe, que encontra notas de sabor existente em vegetais da natureza para fabricar versões veganas de leite, sorvete, maionese e carne. O Not.milk tem como ingrediente: grão de bico, proteína de ervilha,, fibra de chicória, abacaxi, couve, óleo de coco e um sabor surpreendente. 

Na mesma linha está o desenvolvimento da "agricultura celular" ou a carne de laboratório, que não traz o animal tampouco aditivos, mas muitos questionamentos éticos e econômicos no seu "processo artificial" de brincar de deus. 
 

E falando em processo, a carne tradicional não está isenta, como coloca Michele Simon, diretora executiva da PFBA dos Estados Unidos:  “há toda uma série de etapas na produção de carne que são ocultas ao consumidor”. 

Por isso, no evento BHB Fod 2019 o palestrante Paulo José Soares, presidente da GRSA Compass, que está à frente de um projeto plant based dentro da empresa, colocou que  “a missão das marcas é encontrar métodos de explicar para a população a diferença entre os produtos processados à base de vegetais e os ultraprocessados, que demandam outras etapas da cadeia da indústria de alimentos para a produção do alimento”. 

 

A inclusão de uma dieta plant based é algo que veio para ficar e vai crescer. Os números evidenciam: 

  • Crescimento de 51% de bebidas vegetais no Brasil em 2018;

  • 19 bilhões de dólares é numero do mercado mundial dos substitutos de carnes de 2018 a 2019.

  • 150% de aumento nas buscas por “carne vegetal”  no Google Brasil, entre 2015 e 2019;

 

E a ciência da dieta plant based é sólida. Confira este artigo da Academy of Nutrition and Dietetics, dos Estados Unidos que classifica essa dieta como segura, equilibrada e até como forma de reduzir problemas de saúde.

 

E além disso, temos o plant based como uma solução também para o ecossistema em colapso, com ⅓ da produção de alimentos sendo desperdiçada, áreas de desertos de alimentos, e uma produção agrícola de pouca diversidade e focada na alimentação animal. Mas este será um assunto caloroso que abordarei em um próximo texto. 

 

Então, é preciso acompanhar simultaneamente quais serão as novidades do mercado clean label e plant based - binômio de naturalidade e consequentemente de saúde para o consumidor. 

 

Você tem em mente algum case? Divide com a gente?

Opinião

BHB Food
Cynthia Antonaccio
Cynthia Antonaccio Seguir

Empreendedora especializada em Inovação em alimentos e marketing. Atualmente lidera, como Fundadora e CEO, a equipe da Equilibrium, empresa com atuação no Brasil e LATAM, que desde 2001 ajuda indústrias de alimentos, bebidas, suplementos e bem-estar.

Ler conteúdo completo
Indicados para você