[ editar artigo]

Como trabalhar a comunicação de valor: ADUCATION

Como trabalhar a comunicação de valor: ADUCATION

Você já ouviu falar sobre ADUCATION?

Entenda como a união sobre Adds (publicidade) e Education (educação) pode ser o futuro da comunicação, principalmente na área de alimentos, bebidas e nutrição.

Entrando na era da publicidade temos uma breve linha do tempo, pensando nos anos 60/70 – o foco era na funcionalidade: Conteúdos sobre o produto, de até quatro minutos, focados no funcionamento desse produto; revistas e chamadas de TV que dissertavam sobre um aspirador, sua potência, tamanho, economia de tempo que trazia etc.

Anos 80/90 – Foco na marca: A forma da mídia ficou mais prevalente e a construção de marca era o mais importante; despertando sensações e percepções emocionais, surgem anúncios lindos em que o produto em si quase não tinha relevância.

Anos 00/10 – Brand content: integrando as marcas ao conteúdo de mídia. Ficou aberto o conteúdo publicitário e editorial, juntos. Marcas produzindo eventos e séries e não apenas patrocinando. E, claro, a coroação da internet com as redes sociais e o aparecimento de influencers.

Anos 2020 – A era do propósito de marca: ele já era importante, mas essa missão das marcas se intensificou ainda mais com a pandemia.

Pensando no hoje, uma pesquisa da Edelman de 2019 mostrou que três de cada quatro brasileiros evitam a publicidade pura, e 64% dos pesquisados dizem esperar que as marcas assumam um maior papel na sociedade. Portanto, não é apenas vender produtos de qualidade, o que as pessoas esperam é a resposta a essa pergunta: “como essa marca pode me ajudar ou ajudar o planeta?”

Mudança no Mindset do seu negócio e marca

O conceito de Aducation foi testado em 2020 pelo Experiential Marketing Trend Repost, a pesquisa destacou que 72% das pessoas têm uma visão positiva de marcas que levam conhecimento a elas e 74% se engajam mais com marcas que promovem experiências com conteúdos memoráveis.

Assim, a mudança está em deixar de ser a indústria que vende produto e o comunica para se tornar uma marca que auxilia na jornada de pessoas e o produto é parte dela. Você passa a ser o parceiro nesta jornada e o produto faz parte disso, tendo um conceito mais próximo ao consumidor.

A educação é um ótimo caminho para entregar seu propósito. E já temos empresas que começaram investir em Aducation no Brasil e no mundo, como por exemplo a XP lançou um instituto para levar educação financeira a 50 milhões de pessoas no Brasil; a L’Oréal tem um curso de cabelereiros que você pode pagar trabalhando, e ainda ter 20% do valor em cashback para compra de produtos.

Comunicação no mercado de alimentos

A Desinchá tem a Desinchá Academy, que comercializa cursos de culinária saudável e até de meditação; o iFood criou um curso de apoio a gestão dos restaurantes em tempos de Covid, capacitando esses restaurantes para o delivery; Vitafor dentro do mundo de suplementos, possuem um portal científico com conteúdos de valor; Essential Nutrition possui um clube exclusivo para profissionais da saúde;

A Danone Nutricia criou uma websérie para os pais sobre os primeiros 1000 dias do bebê (intervalo de ouro), com pediatras, nutricionistas, histórias reais; o Mundo Verde possui um programa no youtube chamado ‘’do nutricionês para o português’’, um bate papo com profissionais para falar da nutrição em um formato descomplicado; e a Academia da Nutrição, desenvolvida pela Equilibrium Latam, é uma plataforma multicanal e aberta para os conteúdos e cursos de marcas que ajudem na prática clínica do nutricionista e na prescrição dos produtos aos pacientes.

Mas, se existe conteúdo gratuito no youtube, por que as pessoas se interessam por cursos?

As pessoas precisam de um passo a passo, é um especialista falando sobre determinado de assunto, é no formato de um curso que você consegue responder, muitas vezes, o que a pessoa busca e tratar de sua dor. Exemplo: como emagrecer comendo o que eu gosto? Aliás, emagrecimento está no Top 3 dos temas de áreas de cursos mais vendidos no Hotmart, plataforma especializada nessa área.


Não tenha a pretensão de responder a essa pergunta em um conteúdo de blog. Faça isso em um curso com quatro módulos de cinco aulas de 10 minutos dadas por especialistas no assunto. Te garanto que não só é possível, como traz ótimos resultados para você e seu cliente.

Mas, no marketing de conteúdo abranger novos formatos também é essencial, é sobre se aproximar dos consumidores que buscam saber mais sobre os processos do produto, pelos vídeos, que serão 82% do conteúdo da internet até 2022; podcasts que dobraram no segundo trimestre de 2020; o streaming, com crescimento de 1 26% pontos de Ibope e já a segunda maior audiência do país, após Globo; as lives que em 2020 aumentaram cerca de 4,900% no Youtube.

Se você ainda está em dúvida, se vale a pena investir nesse movimento ou não, vou listar cinco vantagens dessa estratégia:  

  1. Cria uma comunidade em volta dos temas de interesse;
  2. Gera métricas e permite mais mensuração (análise de big data de engajamento);
  3. Entrega conteúdo mais profundo sobre seus produtos, te ajuda a deixar seu propósito claro;
  4. Autoridade de marca, um reforço institucional, pois quem ensina algo geralmente é o líder, ou as pessoas pensam que seja;
  5. Cria embaixadores, defensores da marca, microinfluenciadores, que passam a amá-la pela troca que existe.

 

Opinião

Ler conteúdo completo
Indicados para você