[ editar artigo]

Dia Mundial Sem Carne

Dia Mundial Sem Carne

Dia 20 de março é comemorado o Dia Mundial Sem Carne e hoje, o  Brasil é um dos maiores consumidores de carne no mundo, ocupando o 5º lugar no ranking mundial, mas esse cenário vem mudando nos últimos anos. Ao todo, 30 milhões de brasileiros se declaram vegetarianos.

A ingestão de proteína animal é vista como parte da cultura do país, cujos hábitos alimentares são passados de geração em geração e estimulados desde cedo.

Mas este cenário vem mudando nos últimos anos, a estimativa feita pelo The Good Food Institute Brasil (GFI) em fevereiro de 2020 apontava que 14% da população brasileira se declara vegetariana.

Já em dezembro do ano passado, o Ibope mostrou que durante o período de quarentena pelo menos metade dos brasileiros reduziram o consumo de carne. Os motivos apontados para a mudança incluem o valor das peças nos supermercados, a busca por saudabilidade e a preocupação com o meio ambiente.

Mas afinal quem são as pessoas que aderem a dieta sem carne? Entenda abaixo, em linhas gerais, quais as diferenças entre os nichos que estão ganhando cada vez mais adeptos.

À frente dessas mudanças no consumo estão os chamados flexitarianos, pessoas que procuram reduzir a ingestão de proteína animal, mas sem excluir totalmente do cardápio.

A maior parte dos produtos encontrados nos mercados hoje é destinado para esse público que busca por alternativas de origem vegetal que emulem o sabor e textura da carne, na maioria das vezes usando como a proteína de soja como suplente.

Além disso, existem os vegetarianos, aqueles que não consomem qualquer tipo de carne, mas ainda ingerem produtos de origem animal como ovos e laticínios. E os veganos, que além de excluir da alimentação qualquer produto de origem animal, também não consomem marcas que fazem testes clínicos em animais, independente do segmento que façam parte.

 

Fonte: 100foods.

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você