[ editar artigo]

Rede de fazendas urbanas BeGreen abre primeira unidade em São Paulo

Rede de fazendas urbanas BeGreen abre primeira unidade em São Paulo

 

A rede de fazendas urbanas BeGreen inaugurou a primeira unidade na cidade de São Paulo. Ela fica na zona sul da capital paulista, no Plaza Sul Shopping, administrado pela Aliansce Sonae, e se soma às sete outras fazendas urbanas que a startup possui desde 2017.

A fazenda fica no rooftop do shopping, tem uma área produtiva de 570 m² e capacidade de produção de 1.841,1 kg/mês. Isso representa 1,3 mil pés de hortaliças, entre alfaces, folhosos e temperos, livres de agrotóxicos, a cada mês.

Tudo o que for produzido ali poderá ser comprado por restaurantes localizados no shopping e no entorno. Além dos produtos frescos, esses estabelecimentos se beneficiam da disponibilidade dos produtos, uma vez que a produção acontece sem influência de mudanças e variações do clima.

A nova unidade da BeGreen conta com o que a marca chama de “Experiência BeGreen”, por meio da qual o público pode participar de visitas livres, escolares e universitárias à estufa onde os alimentos são produzidos. Os visitantes são acompanhados por uma equipe educativa e podem colher e experimentar as hortaliças. Há, também, uma loja-conceito onde é possível comprar hortaliças e artigos como produtos de limpeza naturais e veganos, sacolas ecológicas e produtos para jardinagem.

“É a nossa inauguração mais emocionante por ser a primeira em São Paulo. Como bons mineiros, começamos aos poucos, estruturando fazendas em modelos mais simples, sem visitas. São Paulo é uma cidade com mais de 12 milhões de habitantes e não podíamos ‘fazer feio’ para esse público”, diz o fundador e CEO da BeGreen, Giuliano Bittencourt.

A startup tem como propósito levar mais sustentabilidade e saúde para a população, com fazendas em locais de fácil acesso como shoppings.

Além da unidade do Plaza Sul, a BeGreen tem fazendas urbanas atualmente no Shopping da Bahia (Salvador), no Boulevard Shopping (Belo Horizonte), na Mercedes-Benz (São Bernardo do Campo), no Via Parque Shopping (Rio de Janeiro), no Passeio das Águas Shopping (Goiânia), na sede do iFood (Osasco) e no Parque D. Pedro Shopping (Campinas).

Nas fazendas, são produzidos sete tipos de alface (soft verde, soft roxa, mimosa verde, mimosa roxa, frisée verde, frisée roxa e crocante), nove tipos de folhosos (mostarda oriental, folha de beterraba, rúcula, couve pak choi, couve mizuna, espinafre, mostarda lisa, agrião e acelga colorida) e oito tipos de tempero (manjericão basílico, coentro, cebolinha, orégano, basilicão roxo, salsa, tomilho e sálvia).

As hortaliças produzidas na fazenda urbana consomem 90% menos água do que o modelo convencional. A proximidade entre a produção e a mesa do consumidor resulta em baixa emissão de carbono no transporte e apenas 2% de perda da produção, enquanto em outros tipos de entrega essa perda pode chegar a 40%.

Fonte: Mercado e Consumo.

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você