[ editar artigo]

Os 8 principais nutrientes ligados à imunidade

Os 8 principais nutrientes ligados à imunidade

Com o mercado aquecido neste sentido, descobrir os 8 principais ingredientes ligados à imunidade te ajudará a estar por dentro dessa tendência em 2021.

Ouça a matéria na íntegra! 

 

Desde que surgiu a pandemia, não há como negar que o tema IMUNIDADE ganhou muito destaque. O Google Trends Brasil nos mostrou que a busca pela frase “como aumentar a imunidade” cresceu 130% entre fevereiro e maio de 2020.

 

Além disso, dados da Mintel divulgados no evento do BHB Food em 2020 mostraram que a procura por imunidade em alimentos foi maior, onde 32% dos brasileiros passaram a consumir mais vitaminas e suplementos, 34% passaram a consumir mais alimentos e bebidas com ingredientes adicionados, e 46% estão cozinhando mais receitas com ingredientes frescos.

 

Tudo isso mostra que o consumidor está em busca por produtos que possam ajudar na saúde, principalmente a imunidade. Entretanto, para entrar neste mercado é necessário cuidado, pois imunidade é assunto delicado e polêmico.

 

Imunidade: como funciona

Primeiramente, é importante ressaltar que nenhum alimento ou ingrediente por sí só tem o poder de “reforçar” o sistema imunológico.

Cada célula desse sistema tem um modo de agir, mas, de maneira geral, elas marcam um organismo estranho e começam um processo que chamamos de inflamação. Ele trabalha como linha de defesa do nosso corpo para expulsar patógenos ou substâncias estranhas

Logo quando escutamos essa palavra, já pensamos que é algo ruim. Mas a inflamação é muito importante para que se consiga eliminar essa substância estranha do nosso organismo.

Entretanto, a polêmica que envolve a imunidade é justamente em como ajudar ou potencializar esse sistema. Na era do imediatismo, queremos soluções rápidas para os nossos problemas, mas como quase tudo na vida é preciso paciência e constância.

Para que as diversas células do nosso sistema imune trabalhem adequadamente, é necessário um aporte em qualidade e quantidade adequada de nutrientes como carboidratos, proteínas e gorduras, além dos micronutrientes.

Ou seja, o que ajuda a construção da a imunidade é uma alimentação saudável de longo prazo, e não apenas alguns alimentos pontuais.

Mas, sabemos que existem alguns nutrientes, principalmente os micronutrientes como as vitaminas e minerais, que estimulam o sistema imunológico a trabalhar com mais eficiência, e é justamente sobre eles que queremos te contar.

Portanto, o intuito do nosso trabalho foi trazer quais são esses principais ingredientes e a sua base científica! Confira:

8 principais nutrientes ligados à imunidade:

 

1.Vitamina A

 

Estudos mostram que a vitamina A aumenta o número de células imunes como linfócitos T e células Natural Killer (NK), que são essenciais para proteção contra agentes estranhos e células tumorais, e sua ausência está associada à diminuição de anticorpos produzidos pelo nosso corpo [1].

 

Alimentos fontes: Cenoura, batata-doce, espinafre e manga.

cenouras laranja em uma caixa de madeira marrom

2. Vitamina C

 

Foi visto que este nutriente possui atividade antioxidante, evitando que as células imunes sejam destruídas por dano oxidativo. Ela também auxilia na proliferação de células imunes e na produção de citocinas, uma proteína que marca o lugar da inflamação, ajudando no reconhecimento do local e posterior ação do sistema imune [2].

 

Alimentos fonte: Acerola, morango, limão, laranja, kiwi.

framboesas vermelhas

3. Vitamina D

 

A vitamina D auxilia na diferenciação e regulação das células imunes: linfócitos, macrófagos e células Natural Killer (NK). Ela também interfere na produção de citocinas. Esse nutriente também é capaz de modular algumas vias de sinalização da resposta imune, auxiliando na produção de anticorpos [3].

 

Alimentos fonte: Leite, ovo cozido, manteiga.

photo of milk bottle lot

4. Vitamina E

 

Foi visto que a deficiência dessa vitamina pode comprometer a resposta imune, pois parece participar da proliferação e diferenciação das células imunes B e T [4].

 

Alimentos fonte: Semente de girassol, amendoim, amêndoas e nozes, óleos de milho e soja, gérmen de trigo, azeite de oliva, vegetais de folhas verdes.

pilha de amendoim

5. Vitamina B6

 

Estudos indicam que a deficiência de vitamina B6 no organismo prejudica na proliferação e diferenciação das células imunes, os linfócitos [5].

 

Alimentos fonte: carnes, leite, ovo, aveia, banana.

yellow banana fruit on black table

6. Zinco

 

Esse micronutriente é usado em diversas vias metabólicas do organismo. A respeito da imunidade, ele auxilia na proliferação e diferenciação das células imunes, além de estar ligado à produção de citocinas [6].

 

Alimentos fonte: carnes bovinas, pescados, grãos integrais, sementes, nozes e castanhas.

carne fatiada ao lado de faca de prata

7.Ferro

 

Vários estudos têm associado a deficiência de ferro a defeitos na resposta imune, reduzindo o número de células desse sistema e diminuindo a fagocitose, processo muito importante onde as células imunes englobam e destroem os microorganismos estranhos [7].

 

Alimentos fonte: carnes, tofu, leguminosas.

pessoa segurando um prato de cerâmica azul e branco com arroz e pepino fatiado

8. Probióticos

 

Probióticos são organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do indivíduo. Segundo estudos, os microrganismos presentes no intestino ajudam na manutenção das células importantes para a imunidade da mucosa, protegendo contra invasões de organismos estranhos [8].

 

Inovação com ingredientes ligados à imunidade

 

É necessário ter muito cuidado com as questões regulatórias na comunicação dos produtos. “Além do rótulo, todo e qualquer material publicitário precisam seguir as mesmas regras da Anvisa, senão podem estar cometendo uma irregularidade sanitária” diz Julia Coutinho, especialista em assuntos regulatórios em alimentos da Regularium.  Ela esteve em uma live junto a Cecilia Cury – advogada da Põe no Rótulo e Renata Ferreira Coordenação de Inspeção e Fiscalização de Alimentos – COALI/GIALI/ANVISA falando justamente sobre imunidade e suplementos, você confere a conversa na integra por esse link:

 

Nesse sentido, orientamos sempre uma assessoria especializada que possa apontar todos os riscos e revisar seus rótulos.

 

 

Dicas para uma comunicação transparente e além do rótulo:

 

- Você não precisa inovar necessariamente em produtos para tratar do assunto imunidade com responsabilidade. Uma prestação e serviço ao consumidor, pode passar por elaboração de receitas que tenham ingredientes ricos nos nutrientes que listamos aqui;

- Ideias de cardápios completos, não só receitas que sejam nutritivos também, desenvolvidos por chefs e nutricionistas;

- Sempre válido ressaltar outras atitudes que também influenciam na imunidade, como a prática de atividade física regular, uma boa qualidade de sono, controle do estresse, entre outras. Todos esses temas podem ser explorados em lives, canal do Youtube e até desenvolvimento de pequenos cursos;

- Se relacionar com profissionais de saúde, que podem auxiliar desde o processo de inovação dos produtos e nessa prestação de serviços ao consumidor, com conteúdo de qualidade e não apenas ligado ao produto.

 

Quer desenvolver mais ações nesse sentido e está com dúvidas e dificuldades? Fale conosco!  contato@bhbfood.com

Food Trends

Ler conteúdo completo
Indicados para você